Inflação desacelera em janeiro, mas preços dos alimentos voltam a subir

  • 08/02/2024
  • 0 Comentário(s)

Inflação desacelera em janeiro, mas preços dos alimentos voltam a subir

A inflação oficial do país desacelerou e ficou em 0,42% em janeiro, informou nesta quinta-feira (8) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) teve uma queda de 0,17 ponto percentual em relação a dezembro, quando variou 0,56%. Nos últimos 12 meses, o índice acumula alta de 4,51%. Em janeiro de 2023, a variação havia sido de 0,53%.

O resultado deste mês foi influenciado pelo aumento nos preços de alimentos e bebidas, que subiram 1,38%. No grupo, a alimentação no domicílio subiu 1,81% Contribuíram para este cenário as altas da cenoura (43,85%), da batata-inglesa (29,45%), do feijão-carioca (9,70%), do arroz (6,39%) e das frutas (5,07%).

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, sete tiveram alta em janeiro. Depois da alimentação, destaca-se a alta de Saúde e cuidados pessoais (0,83% e 0,11 ponto percentual).

No entanto, o grupo Transportes registrou queda no índice de janeiro (-0,65% e -0,14 ponto percentual), com o recuo na passagem aérea, após sequência de aumentos, subitem com maior impacto individual no índice do mês (-15,22% e -0,15 ponto).

Os demais grupos ficaram entre o -0,08% de Comunicação e o 0,82% de Despesas pessoais.

A alimentação fora do domicílio (0,25%) desacelerou em relação ao mês anterior (0,53%). Tanto o lanche (0,32%) como a refeição (0,17%) tiveram altas menos intensas que as registradas em dezembro (0,74% e 0,48%, respectivamente).

Em Saúde e cuidados pessoais (0,83%), os itens de higiene pessoal subiram 0,94%, influenciados pelas altas do produto para pele (2,64%) e do perfume (1,46%). O plano de saúde (0,76%) e os produtos farmacêuticos (0,70%) também registraram alta em janeiro.

No grupo Habitação (0,25%), o resultado da energia elétrica residencial (-0,64%) foi influenciado pela incorporação de alterações nas alíquotas de ICMS em Recife (1,79%), Fortaleza (-0,27%) e Salvador (-9,11%), a partir de 1º de janeiro, bem como pela apropriação do reajuste de 13,00% nas tarifas em Rio Branco (5,00%), a partir de 13 de dezembro.

Em relação aos combustíveis (-0,39%), houve recuo nos preços do etanol (-1,55%), do óleo diesel (-1,00%) e da gasolina (-0,31%), enquanto o gás veicular (5,86%) registrou alta. O subitem táxi apresentou alta de 1,25% devido aos reajustes, a partir de 1º de janeiro, de 4,21% no Rio de Janeiro (3,95%) e de 4,61% em Salvador (4,31%).

Variação da inflação

Janeiro/2023 – 0,53%

Fevereiro/2023 – 0,84%

Março/2023 – 0,71%

Abril/2023 – 0,61%

Maio/2023 – 0,23%

Junho/2023 – -0,08%

Julho/2023 – 0,12%

Agosto/2023 – 0,23%

Setembro/2023 – 0,26%

Outubro/2023 – 0,24%

Novembro/2023 – 0,28%

Dezembro/2023 – 0,56%

Janeiro/2024 – 0,42%

Fonte: IBGE


#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 10

top1
1. DAQUI PRA SEMPRE

Manu, Simone Mendes

top2
2. Deja Vu

Luan Santana & Ana Castela

top3
3. Canudinho

Gusttavo Lima e Ana Castela

top4
4. Mariah Mariah

MC Meno Dani, Silva MC e JC no Beat

top5
5. Dentro da Hilux

Luan Pereira, MC Ryan SP e MC Daniel

top6
6. Pane no Sistema

Grego, Paulo Pires, ÉaBest

top7
7. Lapada Dela

Grupo Menos é Mais e Matheus Fernandes

top8
8. Eu não dou conta

Israel & Rodolffo, MC Don Juan e João Gomes

top9
9. Mala dos Porta Mala

Gusttavo Lima e Matheus e Kauan

top10
10. Um Mês e Pouco

Zé Neto e Cristiano


Anunciantes